REFLEXÃO SOBRE AVALIAÇÃO ESCOLAR DO ENSINO –APRENDIZAGEM.

 

 

 

 

Angelina Anacleto de Paula (GT5)

Escola estadual Santana do Taquaral

 

Introdução

 

         Este trabalho foi elaborado com o objetivo de contribui para a reflexão dos educadores sobre a avaliação nas suas praticas pedagógicas. Não ficando assim centrado somente no educando em seu desempenho cognitivo, mas que seja um re-olhar sobre o conjunto da escola, pois as situações de aprendizagens e produção de conhecimento não são responsabilidades de apenas um dos segmentos da comunidade escolar. Para que educando aprenda da melhor forma, conjunto de ações que busca obter informações sobre o que foi aprendido e como; elemento de reflexão continua para o professor sobre a sua pratica educativa.

 

 

 

Metodologia

 

         Utilizando pesquisas bibliográficas, discussão entre grupo de professores, cursos de programa de formação continuada e experiências de vivencia em sala de aula; organizei as idéias e descrevi um texto retratando sobre avaliação escolar do ensino-aprendizagem.

 

 

Resultados e Discussão

 

         Apesar de a avaliação ser tema de muitos debates e publicações, ainda é um assunto que deve levar os educadores a constante reflexão.

         Para JUSSARA HOFFMANN, a avaliação num pratica inovadora é a reflexão transformada em ação. Ação essa que nos impulsiona a novas reflexões. Reflexão permanente do educador sobre sua realidade e acompanhamento, passa a passo, do educando na trajetória de construção do conhecimento.

         Isso significa que a reflexão sobre a ação pressupõe instrumentos para o trabalho do professor: a observação e o registro. O registro é a coleta de informações, que permitira a reflexão desencadeadora do planejamento. Dada a importância do registro, cabe a equipe escolar a elaboração de instrumento que possa dar uma visão clara e coerente dos alunos, relevando avanços e dificuldades.

         Assim, a concepção de avaliação para Hoffmann, deixa de ser um momento terminal do processo educativo para se transformar na busca incessante de compreensão das dificuldades do educando e na dinamização de novas oportunidades de conhecimento.

         Desse ponto de vista a avaliação não será uma etapa isolada do processo ensino-aprendizagem. Ela esta expressa nos objetivos, antes de o processo se iniciar, constituindo o eixo da atividade pedagógica: objetivo – ação – planejamento – avaliação.

         Essa forma de avaliar exige a participação de todos os integrantes da escola e deve considerar:

* a clareza dos objetivos almejados e dos critérios de avaliação;

* o uso de instrumentos bem elaborados de avaliação – diversificados e adequados aos objetivos, aos conteúdos, á metodologia aplicada.

* os exemplos de técnicas avaliativas: observação a partir de instrumentos para registro (aspectos cognitivos, habilidades e atitudes), situações escritas (prova, trabalhos, etc), analise do erro com caminho para buscar o acerto, auto avaliação, etc.

         Em suma, a avaliação contemplada nos Parâmetros Curriculares Nacionais é compreendida como: elemento integrador entre a aprendizagem e o ensino; conjunto de ações cujo objetivo é o ajuste e a orientação da intervenção pedagógica para que o aluno aprenda da melhor forma; conjunto de ações que busca obter informações sobre o que foi aprendido e como; elemento de reflexão continua para o professor sobre a sua pratica educativa; instrumento que possibilita ao aluno tomar consciência de seus avanços, dificuldades e possibilidades; ação que acorre durante todo o processo de ensino e aprendizagem e não apenas em momentos específicos caracterizados como fechamento de grandes etapas de trabalho. Uma concepção desse tipo pressupõe considerar tanto o processo que o aluno desenvolve ao aprender como ao processo alcançado. Pressupõe que a avaliação se aplique não apenas ao aluno considerando as expectativas de aprendizagem, mas as condições oferecidas para que isso ocorra. Avaliar a aprendizagem, portanto, implica avaliar o ensino oferecido. Se por exemplo, não há aprendizagem esperada significa que o ensino não cumpriu com sua finalidade: a de fazer aprender.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Considerações Finais

 

         Para os educadores que esta procurando transformar sua pratica docente mais significativa, as reflexões e discussões aqui apresentadas referentes à avaliação do ensino-aprendizagem, poderão contribuir para a qualidade do aprendizado dos educandos.

 

 

 

Bibliografia

HOFFMAN, Jussara. Avaliação e Mediação. 20 ed. Porto Alegre, Mediação , 1996.

LUCKSI, Cipriano C. Avaliação da aprendizagem escolar. 3 ed. São Paulo, Cortez, 1996.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos , Avaliação Educacional, 1993.

Parâmetros Curriculares Nacionais, 3 ed. Brasília, 200.